Comunidade Julião realiza II Festival do Sauim-de-Coleira


foto: Whaldener Endo/Reprodução

A comunidade Julião, uma das seis que integram a Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé, localizada na margem direita do rio Tarumã-Mirim, realiza nos dias 23, 24 e 25 de agosto o II Festival do Sauim-de-Coleira. O evento tem por finalidade chamar a atenção para a importância da conservação da espécie, que é símbolo da cidade de Manaus e vem sendo objeto de diversas ações visando sua proteção. O festival também marca o aniversário de 14 anos de criação da RDS do Tupé, que faz parte do Mosaico de Áreas Protegidas do Baixo Rio Negro.

De acordo com o diretor de Mudanças Climáticas e Áreas Protegidas da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Márcio Bentes, a programação do festival conta com diversas atividades de cunho socioeducativo e ambiental.

Serão realizadas palestras sobre consumo consciente, apresentações folclóricas na escola municipal Canaã II, distribuição de mudas de castanheiras, corrida em alusão ao combate à violência doméstica, torneio de pênaltis, atividades práticas na trilha do sauim-de-coleira, oficina de artes, jogos lúdicos e treinamento para professores. O acesso à comunidade acontece por meio de lanchas que saem da Marina do Davi, na Ponta Negra, com passagens a R$ 14 por trecho.

O evento conta com a parceria do Associação Amazonense do Ministério Público do Estado, Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Eletrobras Amazonas Energia e To Goal Sport Venture.

APA SAUIM-DE-MANAUS

A Fundação Vitória Amazônica (FVA) foi pioneira ao realizar a primeira campanha para a proteção do Sauim-de-Coleira, entre 1991 e 1992, que mobilizou a sociedade manauara na luta pela preservação desta espécie endêmica da região de Manaus. A instituição também colaborou com os estudos técnicos que culminaram com a criação da Área de Proteção Ambiental (APA) Sauim-de-Manaus, em junho de 2018.

A APA é formada por um mosaico de áreas protegidas que inclui o Parque Municipal do Mindu, o Corredor Ecológico Urbano do Igarapé do Mindu, o Parque Estadual Sumaúma e a Reserva Adolpho Ducke, tendo como delimitação os igarapés do Geladinho e Goiabinha, e suas respectivas margens (Áreas de Preservação Permanente), além de áreas verdes de loteamentos habitacionais como Cidade Nova, Loteamento Nascentes das Águas Claras, Parque das Garças, Renato Souza Pinto I e II, Ribeiro Júnior, Vila da Barra, Galileia, Nova Cidade, Vila Real, Riacho Doce II e III, Francisca Mendes I e II e Jardim Canarana.

* Com informações da assessoria da Semmas

Share this post

Translate »