Desenvolvimento Socioeconômico Políticas Públicas Conservação Ambiental Geração de Conhecimento

 

A Fundação Vitória Amazônica – FVA – em parceria com a Secretária Adjunta de Floresta e Extrativismo – SEAFE – da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável – SDS – do Estado do Amazonas realizou entre os dias 3 a 11 de novembro de 2014 o “II Encontro de Piaçabeiros: O Futuro da Piaçaba”, com a participação de 165 coletores.

Os encontros aconteceram nas comunidades de piaçabeiros de Romão do Rio Aracá, Acuquaia do Rio Padauiri e Campinas do Rio Preto tendo como objetivo principal discutir os recentes acontecimentos da cadeia produtiva, com ações do Ministério Público Federal – MPF – para resgate de trabalho escravo, e as alternativas de futuro para a comercialização da fibra. Neste sentido foi exposto como o sistema de ‘aviamento’ atual, onde há troca de mercadorias por fibra em uma relação desigual para o coletor, configura escravidão pela dívida, e os vínculos entre patrão e freguês configuram relação trabalhista de empregador e empregado. Estes dois fatores motivaram a ação do MPF. Após a exposição deu-se continuidade ao debate sobre as possibilidades de organizações sociais em associações e cooperativas.

Durante os encontros também foram apresentadas as ações que vêm acontecendo desde 2012 promovidas pelo projeto que a FVA esta executando e financiado com recursos do Governo Federal. Um exemplo destas ações é a realização do Censo de Piaçabeiros para identificar o número de coletores e características gerais do extrativista. Também se destacou o Termo de Cooperação Técnica – TCT – assinado entre diversas instâncias do Governo Estadual e Federal, numa ‘força tarefa’ para executar um Plano de Ação de mudanças para a cadeia. Este Plano de Ação é divido em 6 eixos:

  1. Organização social, Empoderamento e Governança da Cadeia da Piaçaba,
  2. Produção sustentável,
  3. Relações Trabalhistas / Comerciais, Marketing e Comercialização,
  4. Regularização Fundiária,
  5. Cidadania,
  6. Monitoramento e Avaliação do Plano de Ação.  

Os participantes foram divididos em grupos de trabalho a partir dos eixos do Plano de Ação do TCT, para discutir as atividades de cada eixo e assim subsidiar as organizações que compõem o TCT. Nos grupos de trabalho, os piaçabeiros também debateram sobre como gostariam de se organizar, da necessidade de realizar mais encontros para discutir a realidade e as demandas dos piaçabeiros e da necessidade de entender melhor como funcionam as associações e cooperativas através de cursos.

Finalmente foram pensadas alternativas de futuro para a comercialização da fibra, dentre elas a própria vassoura tradicional. Conhecida como de ‘cabeça’ ou ‘pincel’, é tecida pelos próprios piaçabeiros sem uso de energia elétrica e sem outros componentes na estrutura. Com mais valor agregado e de maior durabilidade, pode representar uma alternativa real para os piaçabeiros a partir do resgate das demandas de mercado e o acesso a mercados diferenciados. A FVA trouxe também, as possibilidades com o cabo reciclado de juta. Trata-se de um resíduo da produção de fibra de juta, leve e com boa resistência e flexibilidade pode ser empregado como cabo para a vassoura tradicional. Esta complementação entre piaçaba e juta, além de interessante socialmente, exime o corte de madeira e uso de energia elétrica. É uma vassoura 100% orgânica.

Os encontros mostraram como o futuro da Piaçaba tem que ser planejado e trilhado pelos próprios piaçabeiros. É um caminho com inúmeros desafios, mas o cenário atual é positivo e as articulações interinstitucionais são propicias para a construção de um futuro melhor para os piaçabeiros.

Endereços FVA

Manaus - Rua Estrela D'Alva, 146,
Conjunto Morada do Sol
Aleixo - Manaus/AM
69060-093 - Brasil

Novo Airão - Rua Rui Barbosa, 30 - Centro
Novo Airão/AM
69730-000 - Brasil

Contate a FVA

Fone/Fax:
(092) 3642-4559
(092) 3302-7262
(092) 3236-3257
(092) 3302-7261
E-mail: fva@fva.org.br

(092) 3365-1630 - Novo Airão

Participe

É um grande prazer para a FVA ter você ou sua instituição como parceiros.
Para obter mais detalhes sobre os trabalhos desenvolvidos pela FVA, entre em contato conosco. Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Saturday the 5th. FVA - No Rio Negro, pela Amazônia.