Novo Airão recebe Semana de Agricultura Familiar e Agroecologia


Entre os dias 16 e 19 de novembro de 2016, o espaço da FVA em Novo Airão e a Escola Municipal Raimundo Nonato Teixeira recebem a Semana de Agricultura Familiar e Agroecologia. A programação envolve oficinas, debates e trocas para mobilizar a população de Novo Airão e os agricultores interessados, para práticas de agroecologia e agricultura familiar no município. A programação é aberta ao público em geral, e agricultores locais foram convidados a participar.

A programação foi construída pela rede de parceiros do movimento Ajuri. A abertura no dia 16 (quarta) terá a participação de instituições com representação local e Eric Brosler, representando a Rede Maniva de Agroecologia. Neste dia haverá também uma roda de conversa entre agricultores locais e a agricultora orgânica Walda Marina dos Santos Ferreira, do Ramal do Pupunhal, em Iranduba. A FVA apóia os agricultores desse ramal, cedendo espaço no escritório em Manaus para a venda de cestas verdes.

Ainda no primeiro dia, haverá uma conversa sobre agroecologia, Sistemas Agroflorestais (SAF) e sistemas integrados de produção, com Pablo Pacheco, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA), Adomilton Lima, do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (IDAM), e Eric Brosler, coordenador do Centro de Treinamento Agroflorestal do Museu da Amazônia (MUSA) e representante da Rede Maniva de Agroecologia.

No dia 17 (quinta), pela manhã, serão apresentadas técnicas de compostagem, processo de reciclagem do lixo orgânico, conduzida por técnicos da Secretaria Municipal de Produção e da SEMA.  No dia 18 (sexta), haverá oficinas de canteiro de ervas e comidinhas com Plantas Alimentícias Não-Convencionais (PANCs), e uma palestra sobre segurança alimentar com a nutricionista e pesquisadora Dionísia Nagahama, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA).

A programação termina no dia 19 (sábado) pela manhã, com um fechamento, show do músico Gilberto do Jaú e uma “feirinha” com exposição de produtos de agricultores locais.

Horta na escola

Localizada no bairro do Chicó, a Escola Municipal Raimundo Nonato Teixeira é o único espaço externo à programação na FVA. É que a prática de horta, no dia 17 (quinta) a tarde, será realizada no próprio terreno da escola. A iniciativa, que tem participação do IDAM e da Secretaria Municipal de Produção, envolve alunos que participaram de atividade de mobilização da FVA no primeiro semestre de 2016. Na ocasião, alunos e professores indicaram seus sonhos para a escola e a comunidade – entre eles, a criação de uma nova horta. A atividade é aberta ao público, mas não haverá transporte para participantes.

Carta de recomendações: políticas públicas

Uma das propostas da semana é o de fortalecer a rede de atores locais que estão envolvidos com as práticas sustentáveis e o incentivo à agricultura familiar. E, para isso, é necessário fortalecer as políticas públicas. Além de resultados práticos como a reconstrução da horta da escola Raimundo Nonato Teixeira, os participantes serão convidados a construir uma carta de recomendações colhidas na semana, para ser entregue à nova gestão da Prefeitura de Novo Airão e à Câmara de Vereadores.

Entre outros, a carta pode pautar o município com informações importantes sobre as políticas públicas. É o caso do projeto de lei da Política Estadual de Agroecologia e Produção Orgânica do Amazonas, que recentemente passou por consulta pública.

Acompanhe a programação a seguir. Recomenda-se fazer inscrição antecipada (até dia 15 de novembro) – preencha a ficha de inscrição clicando aqui. Haverá certificado por tipo de atividade. Os interessados na oficina de compostagem terão que trazer resíduos orgânicos para participar da atividade.

Mais Informações: novoairao@fva.org.br e telefone (92) 3365-1630.

 

Programação – Resumo

1º dia (16/11 – quarta) – Espaço FVA

8h/9h – Cadastro de participantes e café da manhã com produtos da agricultura familiar local.

9h/11h – Mesa de abertura – Políticas Públicas de Agroecologia e Agricultura Familiar: do Amazonas a Novo Airão, o que temos, o que queremos. Representantes da Secretaria Municipal de Produção, Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (IDAM), Rede Maniva de Agroecologia, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Novo Airão, Secretaria de Estado do Meio Ambiente e FVA.

11h/12h – Apresentação da carta de recomendações para Novo Airão.

14h/15h30 – Conversa sobre agroecologia, Sistemas Agroflorestais (SAF) e sistemas integrados de produção (Pablo Pacheco/DEMUC-SEMA e Adomilton Lima (IDAM), Eric Brosler (Rede Maniva de Agroecologia/Museu da Amazônia).

15h30/17h – Roda de conversa com a agricultora orgânica Wanda Marina.

2º dia (17/11 – quinta) – Espaço FVA

8h/9h – Café da manhã com produtos da agricultura familiar local.

9h/12h – Práticas de gestão de resíduos orgânicos e compostagem (Jaime Gomes/DEMUC-SEMA, Sérgio Chaves e Vanderléia Silva/Secretaria Municipal de Produção).

14h/17h – Prática de horta na escola – mutirão na Escola Municipal Raimundo Nonato/Chicó (Priscilla Silva/IDAM, Sérgio Chaves e Vanderléia Silva/Secretaria Municipal de Produção, grupo de alunos da escola).

3º dia (18/11 – sexta) – Espaço FVA

9h/12h – Prática de permacultura: construindo canteiros de ervas (Renata Elcy Farias Geraldo, Instituto de Agroecologia da Amazônia)

14h/15h – Palestra sobre segurança alimentar: da mesa à saúde (Dionísia Nagahama/INPA)

15h/17h – Prática culinária com Plantas Alimentícias Não-Convencionais (PANCs) – (Clarice Vignoli, consultora)

4º dia (19/11h – Sábado) – Espaço FVA

8h/9h – Café da manhã com produtos da agricultura familiar local

9h/10h30 – Fechamento da semana, encaminhamentos sobre a Carta de Recomendações

9h/12h – Feira do Agricultor Familiar local, com apresentação musical de Gilberto do Jaú, cavalos e brincadeiras infantis

Share this post

FVA

FVA

A Fundação Vitória Amazônica é uma organização de inovação socioambiental que alia conhecimento tradicional e técnico-científico para a proposição de políticas públicas e alternativas adequadas ao desenvolvimento socioeconômico regional, por meio da conservação e usos alternativos da biodiversidade, garantia dos direitos difusos, autonomia e formação humana, qualidade de vida e bem estar, e valorização das culturas amazônicas.

No comments

Add yours

Translate »